Dicas para tornar seu sexo mais poderoso

Você provavelmente já conhece os prazeres do sexo. O deleite de juntar seu corpo com o de outra pessoa, explorando as possibilidades da sensação carnal que a natureza animal proporciona – que maravilha, não? Mas e se te dissessem que, na verdade, o prazer que você sente é apenas uma parcela do real prazer sexual possível?

É porque muitas vezes consideramos o sexo apenas isso: um ato carnal – quando poderíamos ir além. O tamanho do pinto é realmente tão importante assim? Por mais que nossos pintos tenham um tamanho mediano), teimamos em achar que eles são pequenos e, assim, supervalorizamos o tamanho, quando, na verdade, esse é um dos fatores menos importantes no sexo.

dicas-sexo

No fundo, o que importa não e ter um membro grande, mas experienciar um sexo prazeroso – tanto quanto for possível. Não é?

A questão é que costumamos achar que um pinto avantajado é símbolo de competência sexual. Mas não há pensamento mais equivocado do que esse.

Estamos cansados de saber que um pinto muito grande pode machucar a mulher. Pior ainda se o homem fizer a associação infantil de pinto e poder.

Não, senhores, a competência sexual está na forma como nos relacionamos com a parceira – que, importante ressaltar, não é apenas uma vagina. Confira as dicas:

Seja confiante na hora H

Então, antes de qualquer coisa, se você deseja que as mulheres se deleitem com suas potencialidades sexuais, deve demonstrar confiança. Sem confiança não há pinto que consuma um bom sexo.

É uma cadeia de acontecimentos: se a mulher sentir sua confiança, irá se soltar sexualmente contigo; ao se soltar, os estímulos sexais se tornarão mais intensos, o que fará com que o prazer seja muito maior; com um prazer aumentado, o orgasmo será muito mais potente. E é isso o que todos nós queremos, afinal.

Para aumentar a sua confiança, um bom primeiro passo é não enxergar no sexo uma obrigação. Isso destrói qualquer possibilidade de prazer.

Conheça sua sexualidade e a da sua parceira

Agora, há outro aspecto que precisa ser considerado: o conhecimento de si e da sua parceira.

Conhecer a sua sexualidade, suas zonas erógenas, o funcionamento do seu corpo vai lhe trazer segurança para permitir que ela te explore, inclusive, por saber indicar a ela como te tocar.

E, conhecendo-a, você também ganha autonomia e liberdade na hora do sexo. Até por isso falei outro dia sobre como é importante que você conheça sua parceira na cama.

Sua transa ficará muito mais poderosa conforme você for se descobrindo sexualmente. E, para isso, é imprescindível superar os diversos tabus sexuais que ainda existem por aí.

Permita-se explorar seu corpo, experimentar novas possibilidades e possivelmente irá descobrir infinidades de prazeres que jamais imaginava existir.

Esteja presente

A maioria das mulheres estão nem aí para o tamanho do nosso pinto – elas querem se sentir amparadas. Se você mostrar que está consciente na hora da transa – e não que quer dar uma bombada, virar para o lado e dormir -, para ela o seu pinto terá 50 centímetros de puro prazer.

Pois é, nada de fórmulas mágicas. A proposta aqui é oferecer algumas ideias para que você reflita sobre a sua relação com o sexo. Deixar essa relação se estagne na superfície dos sentidos corporais é um verdadeiro desperdício.

Deixe um comentário