Dicas para chegar ao orgasmo

Para os homens ter um orgasmo (gozar) é um pouco mais fácil, o homem consegue chegar ao orgasmo com uma simples relação sexual ou com uma masturbação. E para as mulheres – a grande maioria – não é tão fácil assim ter um orgasmo gostoso.

Muitas pessoas dizem que é mais fácil para os homens terem orgasmo, pois não precisam de tanto empenho e preliminares para terem uma excitação que leve ao orgasmo. Já para as mulheres, tudo tem que ser mais intenso e sem pressa, pois eles precisam de muito estimulo e jeito para chegar ao orgasmo.

 Mas como ter ou fazer uma mulher ter um orgasmo?

1. Não tenha pressa

Ter um orgasmo não é um tarefa fácil, por isso não há motivo algum para ter pressa em um momento tão agradável. Não pense no tempo que está perdendo para conseguir chegar até o clímax, pense em quanto tempo está ganhando tendo prazer, sabendo que aquele momento é único e que é possível relaxar e deixar o seu corpo dizer quando é a hora. Claro que se não estiver sendo agradável (seja na masturbação ou no sexo) vale parar ou fazer uma pausa, mas se estiver gostoso, não pressione o momento e muito menos a si mesma.

 

É muito mais comum que as mulheres cheguem ao orgasmo sozinhas, na masturbação, então que tal tirar um tempo (sem pressa) para uma taça de vinho com você mesma?

2. Conheça seu corpo

Não existe orgasmo sem prazer, certo? E você, sabe o que realmente te dá prazer? Invista no conhecimento do seu corpo e saiba onde estão os pontos de maior excitação. Encontre a melhor posição, local e momento para ser esse descobrimento. Vale com as mãos ou com um vibrador, por exemplo, mas o importante disso tudo é você estar feliz e satisfeita com a sua masturbação. Só assim você conseguirá chegar ao orgasmo.

Teste intensidades, força, delicadeza, um ou dois dedos, vá testando as possibilidades até encontrar algo que te satisfaça. Quando chegar o momento de uma relação sexual, você poderá indicar ao parceiro(a) como gosta de ser tocada, seja a forma das preliminares ou a pegada de um beijo, tudo isso ajudará seu corpo e sua mente a relaxar e deixar o momento levar.

3. Invista nas preliminares

Seja na masturbação ou na relação sexual, nada de pensar que o orgasmo é fruto da penetração, não somente isso. O orgasmo é o clímax da relação, é o ápice da sua excitação, por isso quanto mais excitada estiver, mais chances tem de conseguir ter um orgasmo. Beije muito, toque a si mesma e ao parceiro, passe as mãos levemente pelo seu corpo (dele(a) também), faça carinhos, puxe lentamente os cabelos, use a língua, se masturbem, curtam o momento de todas as maneiras possíveis, sem pressa, sem expectativas, apenas se deixe levar.

Aos poucos vai intensificando essas sensações e veja quais sinais seu corpo dá. Permita que o momento tome conta de você e pense apenas nos toques que está sentindo. Depois que todos os pedacinhos do corpo estiverem explorados, ai sim vem a penetração, mas procure não tornar isso o fim da relação sexual, vá no ritmo que mais agrada a ambos, mantenha as mãos ativas, continue se estimulando mesmo durante a penetração e deixe o clima rolar.

4. Relaxe e curta o momento

De nada adianta toda essa preparação e esse conhecimento se você fingir que parou para relaxar. É necessário se desligar do mundo e curtir as sensações de uma masturbação, de um sexo oral ou de um momento a dois. Receber uma massagem erótica e pensar na roupa que tem para lavar ou nas contas que precisa pagar só vai te levar a um momento que passará e você nem vai perceber.

Tire um momento para você e seu prazer, neste espaço de tempo, curta, relaxe, respire profundamente, ouça o que não costuma ouvir, sinta novas sensações e deixe o tempo pra lá, o que vale agora é o seu prazer.

 

Aproveite todos os momentos possíveis para conhecer seu corpo e desenvolver cada vez mais a habilidade de se dar prazer, não é vergonha nenhuma se tocar e investir naquilo que realmente te faz bem. Não precisa usar cada um desses espaços de tempo para tentar ter um orgasmo, criar expectativas nem sempre é bom, por isso não se cobre, deixe que as coisas aconteçam no seu tempo, naturalmente.